Santanews Workwear

COMO O POLIÉSTER RECICLADO ESTÁ MUDANDO O MUNDO DO VESTUÁRIO

A demanda por poliéster reciclado de alta qualidade está agora superando a oferta, graças à crescente utilização por diversas marcas como o grupo de luxo Kering, Armani, H & M, Patagônia e Esprit que estão usando o material em uma gama cada vez mais diversificada de aplicações. A opinião do mundo da moda parece unânime, os varejistas de moda de todo o mundo expressaram otimismo sobre o mercado de fibra de poliéster reciclado para os próximos anos pela pressão pública cada vez maior para resolver o problema dos resíduos têxteis que vão parar nos aterros.

Recuperação e reciclagem de poliéster fornece benefícios ambientais importantes que não podem ser negligenciados. Milhões de toneladas de roupas vão parar nos aterros todos os anos, mas as fibras sintéticas não se decompõe ao contrário das roupas feitas de fibra vegetal e animal. A reciclagem do poliéster reduz significativamente a necessidade de espaço nos aterros e também reduz a pressão sobre os recursos virgens, o que resulta em menos poluição, pois as fibras não tem que ser fabricadas ou importadas do exterior.



A reciclagem dos tecidos de poliéster foi desenvolvido usando as garrafas de água de plástico transparente, ou PET como matéria-prima. A forma mais comum de tecidos feitos usando poliéster reciclado é o fleece, um tecido de malha frequentemente usado por empresas de vestuário para fazer moletons.



Tecidos fabricados a partir de itens reciclados estão agora se tornando mais comuns e sendo utilizados por empresas como a Marks and Spencer, H & M, Ecoalf, Outerknown, EcoSimple e Jeans Armani. Armani tem incorporando tecidos ecológicos em suas coleções desde meados dos anos 90. Seu primeiro projeto sustentável começou em 1995 com o desenvolvimento de um processo de reciclagem de jeans.

Isso foi revolucionária para a época e as calças de jeans reciclado foram exibidos no Museu de Ciência e Tecnologia de Milão. Mais tarde nesse ano, Armani Jeans desenvolveu novos materiais usando 60% de lã e algodão reciclados e introduziu cânhamo orgânico na coleção. Esta experimentação continuou com a produção de uma variedade de malhas orgânicas, o uso de alpaca pura e o envolvimento com projetos de algodão de comércio justo no Peru e na Bolívia e poliéster reciclado.

A EcoSimple é uma empresa brasileira cujos tecidos são uma mistura de algodão reciclado e RPET, que é feita a partir de garrafas de plástico. Os tecidos fabricados pelas EcoSimple estão disponíveis em uma variedade de cores e texturas e combinam perfeitamente beleza e funcionalidade, apoiando práticas de negócios ambientalmente e socialmente responsáveis. Junto com um número crescente de fabricantes de roupas, essas empresas fizeram um compromisso com a inovação, responsabilidade social, e tecidos de alta qualidade que atraem designers de todo o mundo focados na moda ética e sustentável.

Fonte:http://www.stylourbano.com.br/como-o-poliester-reciclado-esta-mudando-o-mundo-da-moda/?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed%3A+blog%2Fstylourbano+%28Stylo+Urbano%29

COMO O POLIÉSTER RECICLADO ESTÁ MUDANDO O MUNDO DO VESTUÁRIO

A marca Workland é a nova fornecedora do Grupo ULTRAGAZ

O Grupo ULTRAGAZ realizou o evento Clube de Compras para reunir seus fornecedores e a Workland esteve lá...

COMO O POLIÉSTER RECICLADO ESTÁ MUDANDO O MUNDO DO VESTUÁRIO

XVI SENABOM - Seminário Nacional de Bombeiros

A Santanense vai marcar presença no Senabom 2016, principal congresso de bombeiros do país...

COMO O POLIÉSTER RECICLADO ESTÁ MUDANDO O MUNDO DO VESTUÁRIO

SANTANENSE na FISP 2016

Mais uma vez a Santanense se destacou na FISP, sendo um dos stands mais visitados.