Santanews Workwear

Setor têxtil prevê reduzir investimentos, diz entidade

O nível de investimento na indústria têxtil entre janeiro e fevereiro deste ano será menor ou igual ao do mesmo período de 2014, afirmam 66,26% dos empresários ouvidos pela Abit (associação do segmento).

A maior parcela dos entrevistados (74,69%) também diz que a produção não crescerá. Em relação às vendas, 69,88% dos empresários acham que elas ficarão abaixo ou no mesmo patamar alcançado nos dois primeiros meses do ano anterior.

“Essa percepção já reflete uma preocupação do setor em relação à política de rodízio de água, à subida da tarifa de energia e à alta da carga de impostos. Isso afetará o segmento ao longo do ano”, afirma Rafael Cervone, presidente da associação.

Para 87,95% dos que responderam à pesquisa, o setor também não criará novos postos de trabalho.

“Estimamos encerrar o ano com menos 4.000 vagas. Em 2014, 20 mil empregos foram fechados”, diz Cervone.

A inadimplência é outra preocupação: para 39,94% dos entrevistados, ela aumentará. Foram ouvidos 105 empresários. A Abit representa 30 mil empresas.

Referência: http://www.abit.org.br/clipping/clipping2015/02_fevereiro/10_02/setor.pdf

Setor têxtil prevê reduzir investimentos, diz entidade

A marca Workland é a nova fornecedora do Grupo ULTRAGAZ

O Grupo ULTRAGAZ realizou o evento Clube de Compras para reunir seus fornecedores e a Workland esteve lá...

Setor têxtil prevê reduzir investimentos, diz entidade

XVI SENABOM - Seminário Nacional de Bombeiros

A Santanense vai marcar presença no Senabom 2016, principal congresso de bombeiros do país...

Setor têxtil prevê reduzir investimentos, diz entidade

SANTANENSE na FISP 2016

Mais uma vez a Santanense se destacou na FISP, sendo um dos stands mais visitados.